Valdelice Bonifácio O Sisreg (Sistema de Regulação de Vagas) cujo objetivo é centralizar a distribuição de pacientes entre os hospitais de Mato Grosso do Sul, já reduz o número de ‘portas de entrada’ para pessoas em busca de atendimento em Campo Grande. A informação é do diretor-geral de Atenção à Saúde do Estado, Antônio Lastória que nesta manhã participou da inauguração do Centro de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista doutor Carlos Alberto Ascenço do Hospital Regional, em Campo Grande. O Sisreg ainda está em processo de implantação no interior do Estado. Em Três Lagoas e em Dourados o sistema já está operante o que tem ajudado a reduzir o envio de pacientes para Campo Grande. Um levantamento feito em julho apontou a existência de oito reguladores de vagas. Além da própria Central de Vagas, havia ainda juízes, políticos, Corpo de Bombeiros, Samu e outros que encaminham pacientes para os hospitais. “Hoje estamos com no máximo cinco incluindo, o próprio Samu, a rede básica de saúde, políticos e outros. Mas, à medida que vamos implantando o sistema as portas de entrada nos hospitais vão diminuindo”, explica. O Sisreg fará a distribuição de vagas de forma mais eficiente do que os ‘reguladores’ fazem hoje. Mantendo os municípios interligados é possível impedir a sobrecarga em alguns hospitais enquanto outros ficam vazios. Hoje, pela manhã, ao participar do mesmo evento a secretária de Saúde do Estado Beatriz Dobashi informou que o governo investirá R$ 10 milhões em 96 hospitais do interior no ano que vem como investimento inicial para equipar os estabelecimentos e reduzir o fluxo para Campo Grande. (fonte: jornal Midiamax News – 24.10.08)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.