texto1O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul (CRM/MS), recebeu ontem (03), a visita da diretoria do Conselho Federal de Medicina (CFM), para discutirem em plenária importantes temas, como: escolas médicas, sigilo médico, aspectos administrativos, resoluções e normativas federais, que serão implementadas no estado de Mato Grosso do Sul e demais regionais do país.

De acordo com o presidente do CFM, Mauro Ribeiro, o Conselho Regional de Mato Grosso do Sul, se destaca nacionalmente: “Este conselho é um dos mais organizados do Brasil, um conselho enxuto, onde tudo funciona maravilhosamente bem e conta com o apoio do Conselho Federal. Me emociono ao visitar essa regional que é literalmente a minha casa! Hoje sou presidente do Conselho Federal de Medicina, mas tudo começou aqui em Mato Grosso do Sul. Os valores que levei para o CFM foram trazidos daqui, então, é sempre uma satisfação estar no CRM/MS e encontrar grandes amigos”.

texto2Segundo o presidente do CRM/MS, Maurício Jafar, a plenária foi extremamente proveitosa, e assuntos extremamente relevantes foram debatidos para a melhoria dos serviços prestados pela entidade. “Reuniões como essas nos permitem um fortalecimento entre a regional e o federal. A diretoria do CFM pode esclarecer dúvidas, apresentar evoluções dentro do CFM que serão imensamente benéficas para todo o sistema conselhal, além disso abordamos assuntos de grande relevância para a medicina”, disse o presidente.

O encontro contou com a presença do presidente do CFM, Mauro Luiz de Britto Ribeiro, do assessor jurídico do CFM, José Alejandro Silva, e dos conselheiros federais: José Hiran da Silva Gallo, Dilza Teresinha Ambrós Ribeiro, Tatiana Bragança de Azevedo Della Giustina, Helena Maria Carneiro Leão, além do presidente do CRM/MS, Maurício de Barros Jafar, e dos conselheiros regionais.

Veja as fotos

 

Ariadne Carvalho – Abaetê Comunicação

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.