Fernanda Mathias A equipe de médicos de Campo Grande que auxilia o governo do Rio de Janeiro no combate à dengue, atua na capacitação dos profissionais daquele Estado para que eles consigam fazer o diagnóstico precoce da dengue. O secretário de Saúde, Luiz Henrique Mandetta, explicou esta manhã, durante entrevista ao programa Tribuna Livre, da FM Capital, que diagnosticando antes, é possível conter a evolução da doença tornando-a menos mortal. No Rio de Janeiro, explica o secretário, o vírus encontrado é o tipo “B”. A doença já provocou 79 mortes no Rio de Janeiro e 75,3 mil pessoas se infectaram. Campo Grande está ajudando o Rio de Janeiro. Dos 14 profissionais designados, seis embarcam no último domingo, outros cinco vão no dia 16 e dois seguem para o Rio de Janeiro dia 26 de abril. (fonte: jornal Campo Grande News – 11.04.2008)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.