A maioria dos mamógrafos em funcionamento em serviços públicos no Brasil teve baixa produtividade entre maio de 2008 e abril de 2009, aponta a Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU). Apenas 5% desses locais (23 em 435 unidades) atingiram o parâmetro considerado ideal pelos técnicos do tribunal: 25 mamografias por dia, ou mais. A média em todo o país foi de 9,8 exames por dia. De acordo com o Programa Mais Saúde, o governo tinha como meta ofertar a 60% das mulheres entre 50 e 69 anos – 7 milhões de exames, aproximadamente. Entretando, a pesquisa constatou que, mesmo descontando as mulheres atendidas por planos de saúde, a produção atual deixa pelo menos 15% sem cobertura. Entre os principais obstáculos indicados pelo TCU está a falta de funcionários para operarem os aparelhos e fazer laudos e a falta de manutenção das máquinas. Em questionários feitos em múnicipios pelo TCU, foi apontado que 15 unidades admitiam nunca ter utilizado os mamógrafos disponíveis por conta de problemas com infraestrutura. (fonte: Saúde Business Web – 01.03.10)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.