Aline dos Santos O HE (Hospital Evangélico) terá teto de até R$ 2,4 milhões mensais para gerir a saúde pública em Dourados. O acordo entre prefeitura, hospital e governo do Estado foi firmado nesta sexta-feira, na Governadoria. O Hospital Evangélico passa a executar os serviços realizados pelo Hospital de Urgência e Trauma e pelo Hospital da Mulher. Com a assinatura do convênio, o Hospital Evangélico vai realizar serviços médicos hospitalares e ambulatoriais de média e alta complexidade, além de atendimento de urgência, emergência e ainda os casos eletivos, como oncologia e hemodiálise. De acordo com o diretor-superintendente do HE, Paulo Nogueira, o hospital será responsável por cerca de mil internações mensais. O Hospital Evangélico deixou de atender pelo SUS (Sistema Único de Saúde) em 2007. “O hospital não tinha condições nem recursos. Ou deixava morrer na calçada ou atendia na cadeira de fio”, recorda Nogueira. De acordo com ele, imagens de pessoas sendo atendidas em cadeiras desencadearam um processo no Ministério Público. O convênio foi assinado pelo governador André Puccinelli (PMDB) e o prefeito de Dourados, Ari Artuzi (PDT). (fonte: jornal online Campo Grande News – 13.03.09)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.