Cardiologistas do mundo inteiro se reúnem em Salvador de quinta-feira (dia 5) a sábado (dia 7) no Bahia Othon Palace Hotel, para o ‘Brasil Prevent’, evento com cardiologistas do mundo inteiro, cujo objetivo é buscar uma solução que evite os 17 milhões de mortes por doenças cardiovasculares que ocorrem a cada ano, 344 mil das quais no Brasil. O desafio de sustar a epidemia de mortes por doenças do coração foi levantado pela Organização Mundial da Saúde e aceito pela Sociedade Brasileira de Cardiologia – SBC, promotora do evento.

    O presidente da SBC, Jadelson Andrade, explica que ao assumir a campanha de prevenção, o Brasil se tornou um dos líderes do movimento, a partir da Carta do Rio de Janeiro, assinada no ano passado pelos presidentes das maiores sociedades de Cardiologia do mundo. Eles voltam agora ao País, que também participa da publicação do livro: ‘Prevenção das Doenças Cardiovasculares – Um Desafio Global’, que será lançada no ano que vem.

  Jadelson explica que as mudanças socioeconômicas no mundo levaram à explosão dos fatores de risco cardíaco, obesidade, sedentarismo, hipertensão, altos níveis de colesterol, entre outros. A Sociedade Brasileira de Cardiologia tornou-se um exemplo mundial, ao assumir campanhas que esclarecem a população, inclusive crianças e adolescentes sobre como ter uma qualidade de vida que previna as doenças cardíacas.

    Exemplos que repercutem mundialmente são o ‘SBC vai à Escola’, campanha que mede a pressão arterial e níveis de colesterol das crianças,  onde foi feito um concurso de desenhos alusivos ao coração saudável, entre escolares. A campanha pela redução do consumo do sal é outro exemplo, como o convênio com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, pelo qual cem mil agentes da Pastoral da Saúde difundem os fatores de risco cardíaco nas 15 mil paróquias existentes no Brasil.

    Autoridades mundiais –  O ‘Brasil Prevent’, que se realiza simultaneamente com o ‘Latin American Prevent’ terá a presença, de autoridades de renome mundial, o presidente do Fórum Global de Prevenção Cardiovascular, Stephan Gielen; o coordenador de Prevenção da Sociedade Europeia, David Wood, da Inglaterra; da ex-presidente da American Heart Association, Donna Arnett; do presidente da Sociedade Europeia de Cardiologia, Fausto Pinto; e da presidente da Sociedad Interamericana de Cardiologia, Márcia Barbosa. Durante o evento será apresentada a recém-concluída Diretriz Brasileira de Prevenção Cardiovascular, coordenada por Antonio Felipe Simão, que usou a expertise de dezenas de especialistas que trabalharam no documento por um ano.  

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.