Fernanda Mathias O CRM/MS (Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul) vai definir em plenária, no próximo fim de semana, posicionamento sobre a confusão que envolveu dois médicos e acabou resultando na prisão de um deles em Dourados, a 221 quilômetros de Campo Grande. O advogado da entidade, André Borges, explica que foram pedidos documentos, como a ficha de encaminhamento do paciente de Tacuru e o boletim de ocorrência. O médico José Pedro de Souza Schwab, do Hospital de Urgência e Trauma, acabou algemado após negar a internação do idoso Esperidião Ovando, de 73 anos, que foi transportado de Tacuru, sob suspeita de AVC (Acidente Vascular Cerebral). O médico que levou o paciente, esley Giovany Pereira, acionou a polícia. Segundo o advogado do CRM, na plenária será avaliada a conduta dos dois profissionais e também se houve algum tipo de abuso por parte da polícia. O Conselho adianta que vai se posicionar sobre o caso, considerado “grave”. Depois do episódio, médicos de Dourados chegaram a ameaçar uma paralisação. (fonte: jornal online Campo Grande News – 11.11.08)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.