Pernambuco perdeu recentemente dois médicos que fazem parte da história da medicina no estado. No dia 16 de agosto, faleceu o presidente do Conselho Regional de Pernambuco (Cremepe) no período de 1973 a 1978. José Falcão, e, no dia 17, o primeiro oftalmologista do estado, Afonso Ligório de Medeiros. O Conselho Federal de Medicina (CFM) lamenta as duas mortes e presta homenagens aos dois profissionais.

Formado pela Faculdade de Medicina do Recife, José Falcão exerceu vários cargos na área médica, entre eles, o de secretário geral da Sociedade de Medicina de Pernambuco, no período de 1968 a 1972. Também foi membro da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores do Estado e sócio- fundador do Clube dos Médicos de Pernambuco.

Entusiasta pela história da medicina pernambucana, foi por mais de 10 anos secretário adjunto da Academia Pernambucana de Medicina e fundador do Museu Pernambucano de Medicina. “Para que chegássemos ao hoje, todo esforço foi realizado em prol da classe médica e da sociedade da qual fazemos parte”, defendia. Também era exímio desenhista e integrante da Sociedade dos Médicos Escritores de Pernambuco (Sobrames-PE).

Natural de Brejo da Madre de Deus, José Falcão foi secretário adjunto e amigo pessoal do professor Fernando Figueira, fundador do Imip. Era o atual ocupante da cadeira Nº 5 da academia, cujo patrono era Antônio Peregrino Maciel Monteiro.
Aos 80 anos, Afonso Ligório de Medeiros foi um dos fundadores do Instituto de Olhos de Pernambuco (IOR) e mais recentemente, em 2014, foi condecorado com a medalha Fernando Figueira, do Cremepe. Há pouco mais de um mês ele teve um AVC e estava internado no Hospital Português.

Com informações do Cremepe e do IMIP

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.