A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a importação do medicamento holandês Choragon, usado no tratamento de infertilidade. Segundo a portaria, o remédio, comercializado no Brasil pelo Laboratórios Ferring, estava sendo fabricado em desacordo com as exigências legais. A medida de interesse sanitário foi tomada depois de inspeção realizada em março na fabricante N.V Organon, na Holanda. O Choragon é um preparado de gonadotropina coriônica humana (HCG), obtido de mulheres grávidas. No homem, promove a produção de testosterona e, na mulher, de estrogénos e da progesterona após a ovulação. A empresa não faz menção à suspensão em seu site. A reportagem ligou para o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) e a informação é de que há problemas na produção do medicamento por conta do fornecimento de matéria-prima . A atendente dos Laboratórios Ferring completa dizendo que não há necessidade de suspender o uso do medicamento, pois os problemas não são referentes à qualidade do produto . Lote irregular A agência também proibiu a distribuição, o comércio e o uso de um lote do medicamento Zolmic (fluconazol). O produto apresentava variação de peso. O recolhimento do lote irregular é de responsabilidade da empresa. O fluconazol é indicado para o tratamento de infecções provocadas por fungos. Na última semana, 15 medidas suspensivas foram publicadas no Diário Oficial da União. As determinações valem para todo o país e são referentes à qualidade dos produtos, à falta de registro e a resultados insatisfatórios obtidos em testes. Entre os produtos estão a glicose do Laboratório Equiplex, Azitromicina do EMS, Zitromax da Pfizer, Solução de Ringer com Lactato da Halex Star. A lista completa está disponível no site da Anvisa (www.anvisa.gov.br). No mesmo dia, a agência determinou a suspensão da propaganda das pulseiras Bioquântica Life Extreme e Power Balace, febre entre esportistas e surfistas. É que os anúncios apresentam indicam resultados que não foram comprovadas. De acordo com a propaganda, os produtos equilibram a carga de campo das células eletromagnéticas, permitindo maior estabilidade, facilidade de circulação e alívio da dor . A Anvisa mantém um serviço de atendimento, de segunda a sexta, das 7h30 às 19h30, para denúncias, dúvidas e outras informações. O telefone de atendimento é 0800-642 9782. O número –> 17 Número de remédios que tiveram sua venda suspensa pela a Anvisa na última semana Fonte: Correio Braziliense – 08/09/2010

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.