Jacqueline Lopes A preocupação do sistema carcerário em Mato Grosso do Sul hoje é conseguir colocar em prática o Plano Estadual de Saúde do Homem Encarcerado. Através dele, serão formadas equipes multidisciplinares (com profissionais de todas as áreas de saúde para atuarem dentro das unidades penais). Conforme a Agepen, uma das dificuldades é montar essas equipes. Não é mais possível realizar concurso este ano. Por isso, surgiu a idéia de aproveitar equipes do PSF (Programa Saúde da Família) para o atendimento, de acordo com a assessoria da Agepen (Agência Estadual de Administração Penitenciária). Este mês, a Secretaria Estadual de Saúde, Agepen e secretários municipais de saúde acordaram em fazer o cadastramento das equipes do PSF para atendimento em estabelecimentos penais com até 150 internos. A intenção é estender o número de atendimentos, segundo a Agepen. O Depen (Departamento Nacional do Sistema Penitenciário) prevê investimentos de R$ 3 milhões este ano, mas até agora só foram liberados R$ 680 mil. (fonte: jornal Midiamax News – 26.07.2008)

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.